CONSULTE TARIFAS E RESERVE
Adultos
Crianças
AMAE: empreendedorismo e empoderamento feminino
AMAE: empreendedorismo e empoderamento feminino
Conheça mais sobre a associação!
Geral
AMAE: empreendedorismo e empoderamento feminino

 

 

 

“É importante frisar que quando empodera uma mulher, você muda o mundo. Espero que, em 20 anos, tenhamos menos batalhas e que toda mulher possa ser aquilo que deseja”.

Diane Von Furstenberg.


 

Em Gramado, há pouco mais de três anos, nasceu um projeto que visa o empreendedorismo feminino e busca exatamente o que a frase da estilista Diane Von Furstenberg propõe: empoderar mulheres e proporcionar conhecimento para que elas possam alcançar o que desejam, mostrando sua força e coragem para o mundo.

 

A paixão por encorajar e trazer mais independência para as mulheres é a essência da Associação Materna de Apoio e Empreendedorismo (AMAE), uma instituição sem fins lucrativos, religiosos ou políticos. Seu trabalho iniciou auxiliando mães diante das dificuldades de conciliar trabalho e maternidade porém, com o sucesso dos projetos realizados desde sua fundação, não somente mães foram beneficiadas, mas sim todas as mulheres da comunidade que buscaram o apoio da associação.

 

Na última semana, fomos a sede da associação e conversamos com algumas das mulheres que a mantém. Tânia, Jozi, Gislaine, Ana Maria e Ellis, contaram mais sobre seu voluntariado e como a AMAE é importante em suas vidas.

 

A AMAE entende que a realidade nem sempre é fácil, mas através da união, buscando o apoio umas das outras é possível realizar grandes feitos. “Um pouco do que eu faço, do que ela faz e com o pouco que a fulana faz, é um ´poucão´ ”, diz Tânia, uma das associadas da AMAE.

 

Desde 2015, a AMAE já levou ajuda e informação para mais de 800 mulheres da comunidade gramadense, através de palestras, rodas de conversa, grupos de estudo, oficinas, entre outros.

 

Atualmente, a AMAE conta com três principais projetos sociais. O primeiro deles é o “Mães Que Criam”, que estimula o empreendedorismo das mulheres e também a possibilidade de uma fonte de renda através do artesanato. Além de cursos profissionalizantes, as mulheres encontram na AMAE um local de visibilidade de suas peças, que são comercializadas na sede da instituição, a Casa AMAE, e também em feiras locais. Do valor arrecadado, 90% é destinados às artesãs e os outros 10%, para auxiliar nos custos da associação.  

 

Há ainda o projeto “Todos Pela Educação”, que proporciona capacitação e motivação para que mulheres concluam o ensino fundamental e médio. A AMAE oferece grupos de estudos com aulas presenciais uma vez por semana e apostilas para a realização da prova do  ENCCEJA, disponibilizada pelo Governo Federal. Ellis Chaves, presidente da AMAE, projeta que mais de 300 mulheres das cidades de Gramado e Canela se inscrevam nesse projeto em 2019.

 

Já o projeto “Escola para Mulheres Empreendedoras” busca auxiliar as mulheres a terem mais autonomia econômica, através do empreendedorismo. Esse projeto foi criado, pensando em mulheres vítimas de violência doméstica, mas pode ter participação de qualquer mulher da comunidade.

 

Com esses projetos, a AMAE ajuda muitas mulheres a se profissionalizarem e terem possibilidade de conquistarem independência financeira e emocional. A parceria criada pelas voluntárias e participantes vai além do profissional e todas buscam ajudar umas as outras a superarem suas adversidades. Um exemplo é de uma das associadas que encontrou na AMAE suporte para aceitar e buscar tratamento para a depressão e hoje já fala abertamente da doença, podendo auxiliar outras mulheres com o mesmo problema.

 

Todos os projetos e ações da AMAE são resultado do trabalho de muitas mãos e corações. Mas, todas são unânimes em dizer, a grande mãe da AMAE é a Ellis Chaves, presidente da associação. É com o apoio emocional e motivacional que ela auxilia as mulheres a traçarem e buscarem seus objetivos. A admiração pela Ellis é tão grande que Tânia acredita que a AMAE nem existiria se não fosse a sua força e determinação. Ellis se emociona por cada palavra de incentivo e acredita que a AMAE é formada pelo pedacinho de cada uma que se voluntaria e se beneficia com os projetos. “O que a gente acha que é pouco sozinho, quando junta é como fermento. Todo pouco só soma”,  destaca. E é essa soma que faz a AMAE seguir em frente e se cada uma propagar essa mensagem de apoio e incentivos às mulheres, tudo se transforma.

 

Há várias formas de auxiliar a AMAE com seus projetos. O primeiro deles é o voluntariado que, de acordo com Ellis, é sempre bem-vindo. Mas também, a aquisição de uma peça de artesanato da Casa AMAE ou até mesmo o compartilhamento das postagens da página da associação já são formas de propagação dessa mensagem tão bonita, que visa o empreendedorismo e empoderamento feminino.



 

Conheça um pouco mais sobre algumas das mulheres que fazem a AMAE:

 

 

 

Ellis é presidente da AMAE e tem uma dupla jornada diária, cuidando de sua família e das mulheres da AMAE, por isso é considerada uma grande mãe pelas voluntárias. Se dedica integralmente para que os projetos alcancem êxito e que as mulheres possam garantir mais autonomia e independência.
 

 

 

Tânia é voluntária, conheceu o projeto através de uma amiga e se encantou. Mesmo com dificuldade de locomoção e trabalhando em turno integral, ainda tira um tempo da sua rotina para ajudar nos projetos de artesanato e adora participar do cursos oferecidos pela AMAE.

 

 

 

Ana Maria, 71 anos, atuou como voluntária por um ano no projeto Mães Que Criam. Atualmente, cuida do marido com problemas de saúde, mas quer voltar a auxiliar nos projetos e ações da AMAE.

 

 

 

Jozi Oliveira veio do Maranhão com a filha, buscando independência e encontrou na AMAE um espaço de acolhimento e também de visibilidade do seu trabalho.  É voluntária há 8 meses e cria peças de feltro e tecido e hoje tem muito orgulho de dizer que vive daquilo que realmente a faz feliz.

 

 

 

Gislaine é costureira profissional e é voluntária da AMAE há 6 meses. Desde então, descobriu uma doença e com o apoio das outras mulheres da associação está buscando auxílio médico para poder melhorar sua qualidade de vida.


 

Quer saber mais sobre a AMAE e como ajudar?

 

Endereço Casa AMAE: Avenida Borges de Medeiros, 3200, apto 02, Centro - Gramado

Telefone: 54 9 9703 0264 - Ellis

Facebook: AMAE - Associação Materna de Apoio e Empreendedorismo

Compartilhe:
Novidades